Jovem Aprendiz Light 2016 - Inscrições Abertas

Jovem Aprendiz Light 2016 - Inscrições Abertas - 5.0 de 5 totalizada em 32 Notas

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Você jovem, já pensou em começar sua carreira em uma das maiores empresas do Brasil? Então confira como inscrever-se a uma vaga no Jovem Aprendiz  Light em 2016.

Requisitos do Jovem Aprendiz Light 2016:

É necessário ter entre 18 e 21 anos, renda familiar de até três salários mínimos, residir no Rio de Janeiro e ter ensino médio completo ou com conclusão neste ano.

As aulas de formação teórica básica vão começar em setembro, na Associação Beneficente São Martinho. Em seguida, os jovens passam pela formação teórica de eletricista, nas instalações do Senai, com duração de um ano. O programa é concluído com a etapa de aprendizagem prática na Light, quando os jovens podem acompanhar a execução dos serviços de campo por profissionais da concessionária de energia, durante um período de cerca de oito meses.

Como se inscrever e concorrer a uma vaga na Light 2016:

Se você se interessou e gostaria de concorrer a uma vaga de Jovem Aprendiz ou Emprego em 2016 na Light, O programa é realizado em parceria com o Senai e a Associação Beneficente São Martinho. Os candidatos podem se inscrever das 8h às 12h, até o dia 18 deste mês, na Associação Beneficente São Martinho, que fica na Rua do Riachuelo 7, na Lapa, na Zona Central do Rio. É preciso levar cópias da identidade ou da certidão de nascimento, do CPF e do comprovante de residência, além de comprovantes de renda e escolaridade. Os candidatos do sexo masculino precisam apresentar também o certificado de reservista.

SAIA NA FRENTE! Confira os processos seletivos das maiores empresas do Brasil para 2017.
Banco do Brasil Bradesco Boticário
Caixa Coca-Cola Correios
CIEE Nestlé Petrobras
Itaú Senac Senai

Light

Light: há mais de cem anos gerando energia para o Rio de Janeiro

A distribuição de energia elétrica estável e segura na cidade do Rio de Janeiro foi inaugurada em 30 de julho de 1907. Para chegar à então Capital Federal do Brasil, em 1904 o Grupo Light fundou, no Canadá, a empresa The Rio de Janeiro Tramway, Light and Power Co.Ltd., que recebeu autorização do governo brasileiro para funcionar na cidade em 30 de maio de 1905.

De lá para cá, o Grupo Light investiu na construção de usinas hidrelétricas, contribuindo diretamente para o processo de industrialização do Brasil. Enquanto isso, a empresa assumia, no Rio de Janeiro, a gestão de diversos serviços públicos, além da geração e distribuição de energia elétrica – como o fornecimento de gás, o transporte público, a telefonia e a iluminação pública. Sua atuação foi essencial para a modernização da cidade, que no início do século XX vivia a efervescência de sua belle époque.

Hoje, o Grupo Light continua investindo na geração de conhecimentos, tecnologias e no capital social da população do Rio, contribuindo permanentemente para o desenvolvimento urbano, econômico e social do Estado.

A história do Grupo Light se confunde com a história do Rio de Janeiro. Circulando pela cidade, é possível identificar ícones emblemáticos desta relação. Destacam- se, na paisagem da cidade, testemunhos históricos da contribuição da empresa para o seu desenvolvimento urbano, como a Estação Terminal Frei Caneca e a Subestação Cascadura – as primeiras subestações do Grupo Light e que ainda estão em funcionamento.

Construído em 1911 e dono de uma arquitetura única no país, o prédio que hoje abriga a sede do Grupo Light e do seu Centro Cultural é um legítimo representante da Renascença Americana, estilo arquitetônico em moda nos Estados Unidos no início do século 20.

Comprometido com a preservação, recuperação e divulgação desta história, o Centro Cultural Light disponibiliza um valioso acervo documental e iconográfico sobre o Grupo Light e o Rio de Janeiro.

 

Associação Beneficente São Martinho

A São Martinho é uma entidade filantrópica que atua desde 1984 na área da infância e juventude com projetos socioculturais, contribuindo para a transformação da realidade de crianças e jovens da cidade do Rio de Janeiro. Vinculada à Província Carmelitana de Santo Elias, a instituição atende crianças e jovens entre 6 e 18 anos de idade, em diversos níveis de vulnerabilidade social. Dentre os níveis de vulnerabilidade estão as crianças/jovens em situação de rua e oriundas de comunidades, atendidas com atividades culturais e educativas realizadas no contraturno escolar, preparação e inserção do jovem no mercado formal de trabalho (Lei do Aprendiz) e defesa jurídico-social. Todas essas ações contribuem para a garantia de seus direitos e formação como cidadãos, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A Visão da São Martinho é ser referência no atendimento integrado e personalizado de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, por meio da excelência e inovação dos processos, para a garantia de direitos.

Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Quem pode ser Jovem Aprendiz 2016

Jovens de 14 a 24 anos incompletos que estejam cursando o ensino fundamental ou o ensino médio. A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência. A comprovação da escolaridade de aprendiz com deficiência mental deve considerar, sobretudo, as habilidades e competências relacionadas com a profissionalização.

Jornada de Trabalho do Jovem Aprendiz 2016

A jornada de trabalhodo Jovem Aprendiz não deve ser superior a seis horas diárias, admitindo-se a de oito horas para os aprendizes que já tiverem completado o Ensino Médio, se nessa jornada forem computadas as horas destinadas à aprendizagem teórica.

Benefícios do Jovem Aprendiz 2016

O contrato de aprendizagem é um contrato de trabalho especial, com duração máxima de dois anos, anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social, salário mínimo/hora e todos os direitos trabalhistas e previdenciários garantidos.

aprendiz contratado tem direito a 13º salário e a todos os benefícios concedidos aos demais empregados. Suas férias devem coincidir com o período de férias escolares, sendo vedado o parcelamento.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2016

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!