Jovem Aprendiz 2016 Espro - 8500 Vagas. Inscrições Abertas!

Jovem Aprendiz 2016 Espro - 8500 Vagas. Inscrições Abertas! - 4.7 de 5 totalizada em 42 Notas

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
Jovem Aprendiz 2016 - 8500 Vagas

Espro vai abrir mais de 8.500 inscrições para o Programa Jovem Aprendiz em todo o Brasil.

As vagas de Jovem Aprendiz, oferecidas em mais de 50 municípios, são para trabalhar nas áreas administrativa, bancária, alimentícia, operacional, de seguros e atendimento.

Os Estados em que há mais vagas são: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.

Mas há também no Distrito Federal, Bahia, Ceará, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Espírito Santo, Amazonas, Pará, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Maceió e Paraíba.

Todas as oportunidades têm carga horária de 4h ou 6h, de segunda a sexta-feira, e oferecem registro CLT, salário fixo e benefícios.

SAIA NA FRENTE! Confira os processos seletivos das maiores empresas do Brasil para 2017.
Banco do Brasil Bradesco Boticário
Caixa Coca-Cola Correios
CIEE Nestlé Petrobras
Itaú Senac Senai

São destinadas para jovens de 15 a 22 anos, cursando o ensino médio ou que tenham concluído.


Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2016 Espro

Para concorrer a uma das vagas de Jovem Aprendiz 2016 Espro, clique aqui e cadastre-se.

 

Sobre o Espro

O Espro – Ensino Social Profissionalizante é uma organização sem fins lucrativos que atua na capacitação profissional para inclusão de jovens no mercado de trabalho. Fundado, em 1979, por iniciativa de unidades do Rotary Club, o Espro tem como essência a transformação social, pois capacita e encaminha para o mundo do trabalho, mais de 22 mil jovens em vulnerabilidade social, por ano.

Com sede em São Paulo, o Espro, conta também com unidades de atendimento na capital e região metropolitana. A demanda nacional é atendida por filiais espalhadas por todo Brasil, localizadas estrategicamente nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Brasília, Porto Alegre e Campinas. Conta também com Polos Regionais.

São três os pilares de atuação da instituição:

1. Formação para o Mundo do Trabalho
2. Aprendiz
3. Departamento de Desenvolvimento Social

A instituição capacita, prepara e encaminha jovens para empresas em diversas regiões do país, por meio de sua inserção em Programas de Aprendizagem de acordo com a Lei 10.097/00 (Lei do Aprendiz). Essa preparação se dá sendo uma das principais ações sociais disponibilizadas pelo Espro: a Formação Profissional para o Mundo do Trabalho, curso gratuito, com foco comportamental, que oferece grande diferencial na formação de jovens de baixa renda e auxilia significativamente o seu ingresso e adaptação no mundo do trabalho.

O Espro é um das instituições mais engajadas na causa da Aprendizagem no Brasil. Participa e apoia todas as iniciativas governamentais, empresariais e do terceiro setor que possam fomentar a oportunidade de primeiro emprego aos milhares de jovens brasileiros. Desde 2000 faz parte de Fóruns, comissões e trabalhos que possam alavancar a inclusão social por meio da capacitação social e dos programas de Aprendizagem.

O atendimento do Espro é destinado aos jovens entre 14 e 24 anos, em situação de vulnerabilidade social, matriculados ou concluintes da rede pública de ensino, inclusive portadores de deficiência. Há também para as famílias, atividades que envolvem qualidade de vida e estimulo à geração de renda, que possibilitam aos pais dos jovens atendidos a oportunidade de acesso aos direitos, reciclagem profissional, apoio ao vínculo familiar e, consequentemente, promoção da inclusão social.

Para garantir a Aprendizagem, os jovens recebem orientações das áreas Educacional e de Acompanhamento do Espro, que são responsáveis pela capacitação e monitoramento da Aprendizagem teórica e comportamental dos jovens, além de áreas de relacionamento e apoio aos gestores das empresas parceiras. Os pais também acompanham o desenvolvimento dos jovens, em reuniões periódicas, desenvolvidas e organizadas pelo DDS - Departamento de Desenvolvimento Social.

O Sistema Didático é próprio, os instrutores são totalmente capacitados e o Sistema de Avaliação é online, o que faz do Espro uma instituição diferenciada e inovadora. O jovem ainda possui canais de atendimento personalizados, por telefone, chat, e-mail ou presencial. Nossa equipe também dispõe de consultores especializados, da área de Marketing e Relacionamento, que atendem e orientam as empresas sobre os Programas de Aprendizagem e como tornar-se um parceiro Espro.

Para estimular a criatividade e promover uma formação integrada e multidisciplinar, o Espro oferece, aos jovens, aulas gratuitas de coral, música, dança, interpretação e percussão corporal. Assim, pode ampliar os conhecimentos deles e contribuir para o desenvolvimento de habilidades de relacionamento inter e intrapessoal, além de aprimorar o espírito crítico necessário para uma cidadania responsável.

Boas práticas

O contínuo monitoramento dos processos para obtenção de melhorias faz parte de nossa rotina e, prova disso, são as certificações conquistadas pela instituição, a ISO 9001:2008, escopo “Gestão do Vínculo Empregatício dos Aprendizes que atuam na cidade de São Paulo” e a certificação NGO Benchmarking no período de 03/12/2008 a 03/06/10 que atesta as melhores práticas em governança e padrões internacionais de gestão no Terceiro Setor. Além disso, o Espro é referência pelos trabalhos que desenvolve e foi uma das primeiras instituições do terceiro setor a receber o selo Parceiros da Aprendizagem, concedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) às instituições que se destacam pelas boas práticas e cumprimentos legais.

Com objetivo de amadurecer, junto com todos os públicos estratégicos, as vertentes de aprendizagem, tornando-a viável e bem sucedida, o governo criou o Fórum Nacional de Aprendizagem Profissional. O Espro foi um dos protagonistas para a fundação do Fórum e o integra desde então, participando ativamente de todos os debates. É membro também do FOPAP – Fórum Paulista de Aprendizagem. A proposta destes fóruns é pensar em estratégias e implementar no estado de São Paulo e em todo país.

O Espro tem ainda representação no COMAS - Conselho Municipal de Assistência Social - por meio de duas cadeiras titulares no Conselho e uma como suplente. E é associado a FEBRAEDA, entidade de assessoramento e defesa das entidades de assistência social que promovem o ser humano em condições de vulnerabilidade e risco social, através da integração ao mercado de trabalho e do fortalecimento dos vínculos familiares. A atuação do Espro nesses órgãos intensifica o desenvolvimento de ações sociais visando beneficiar o maior número de jovens, familiares e comunidades.

Relatório Anual

Todos os anos, o Espro disponibiliza seu Relatório Anual com a compilação de todo o trabalho realizado no período. O conteúdo desta publicação nos consolida, dentro da nossa área de atuação – o Terceiro Setor – como uma instituição séria e idônea e valida os nossos valores de Ética, Excelência, Transparência e Responsabilidade Social

Lei da Aprendizagem

Nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005. Determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional.

No âmbito da Lei da Aprendizagem, Jovem aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Quem pode ser Jovem Aprendiz 2016

Jovens de 14 a 24 anos incompletos que estejam cursando o ensino fundamental ou o ensino médio. A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência. A comprovação da escolaridade de aprendiz com deficiência mental deve considerar, sobretudo, as habilidades e competências relacionadas com a profissionalização.

Jornada de Trabalho do Jovem Aprendiz 2016

A jornada de trabalhodo Jovem Aprendiz não deve ser superior a seis horas diárias, admitindo-se a de oito horas para os aprendizes que já tiverem completado o Ensino Médio, se nessa jornada forem computadas as horas destinadas à aprendizagem teórica.

Benefícios do Jovem Aprendiz 2016

O contrato de aprendizagem é um contrato de trabalho especial, com duração máxima de dois anos, anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social, salário mínimo/hora e todos os direitos trabalhistas e previdenciários garantidos.

aprendiz contratado tem direito a 13º salário e a todos os benefícios concedidos aos demais empregados. Suas férias devem coincidir com o período de férias escolares, sendo vedado o parcelamento.

Como se inscrever no Jovem Aprendiz 2016

Cada empresa tem sua forma de inscrição. Clique aqui e digita o nome de sua cidade, ou empresa e veja vagas abertas próximo a você!